LG G3/G4 bootloop não é problema de software, mas de hardware

12/06/2017

(reprodução - link original no final)

LG G4 está no centro de uma disputa judicial nos EUA devido a um problema conhecido como bootloop: o aparelho fica na tela de boot e nunca entra no Android.

Segundo o Ars Technica, uma ação civil pública acusa a LG de substituir aparelhos com bootloop por outras unidades com o mesmo defeito, e apenas se o cliente estiver no período de garantia.

Laura Lane e Rosalene Mullins, que fazem parte do processo judicial, compraram dois G4 e eles tiveram o problema de bootloop. A LG realizou a troca, mas os novos smartphones também tinham o problema. Agora no terceiro G4, ambas reclamam de lentidão, engasgos e superaquecimento – sinais de que o bootloop está prestes a ocorrer.

Edward Pistorio, que também faz parte do processo, diz que a LG substituiu duas vezes o G4 dele – e o terceiro já “está manifestando sinais do defeito de bootloop”. Enquanto isso, o G4 da esposa dele parou de funcionar devido ao mesmo problema, só que a LG se recusa a trocá-lo porque a garantia expirou.

O processo alega que o processador está inadequadamente soldado à placa-mãe, tornando-o “incapaz de resistir ao calor”. Inicialmente, os aparelhos começam a sofrer engasgos, travamentos, superaquecimento e reinicialização aleatória. Com o tempo, eles param de funcionar completamente.

No início de 2016, a LG admitiu que o G4 tem problemas de bootloop causados por “mau contato entre os componentes”. (Um usuário do Instructables diz que consertou o smartphone dele após desmontá-lo e aplicar ar quente no processador por vários minutos.) A empresa se comprometeu a resolver o problema de bootloop dentro da garantia.

O problema é que, segundo a ação judicial, ela só estava trocando um aparelho defeituoso por outro:

Apesar desta admissão, a LG não fez um recall nem ofereceu uma solução adequada para os consumidores que compraram o smartphone G4. Em vez disso, ela substituiu aparelhos com defeito dentro do período de garantia de um ano com modelos que tinham o mesmo defeito. E a LG se recusou a fornecer qualquer solução para quem comprou o G4 e teve o problema de bootloop fora do período de garantia.

A ação civil pública, aberta em um tribunal federal da Califórnia, quer compensação por danos “em montante a ser determinado no julgamento”, além de um “programa abrangente para consertar todos os aparelhos da LG com o defeito de bootloop”.

No Brasil, diversas pessoas se queixam do bootloop no Reclame Aqui e em comunidades do Google+, alegando que o LG G4 precisa ir várias vezes para a assistência técnica. Muitos também mencionam problemas de burn-in na tela (distorções e manchas na imagem). Entramos em contato com a LG, que não comentou o caso até a publicação desta matéria.

Referência: